sábado, 22 de outubro de 2011

Lou Reed & Metallica - Lulu 2011


"Se vc é metaleiro True, vai escutar iron maiden ." 

Nunca houve uma banda que soube se renovar no mundo da musica pesada quanto o Metallica, mais se vc discorda disso e pensa que banda de metal tem que fazer as mesmas coisas sempre, então escute os mesmo discos que o iron sempre lança...

O Metallica é uma banda que não necessita de mais apresentações, todos sabemos quem são e qual foi sua importância entre a criação e estabilização do thrash metal, com seu primeiro disco, chamado "Kill 'Em All". Mais devemos dar uma breve passagem pela sua carreira para podermos intender, de fato este novo disco "Lulu".

Pois bem, partir de seu segundo disco "Ride the Linghtning" eles já davam indícios que não era só thrash metal que eles tinhão em mente.Colocaram melodias e passagens épicas em um estilo de musica que prega a brutalidade por natureza.

Assim podemos ver que o Metallica sempre foi uma banda de se renovar, "Master of Puppets" é um clássico absoluto da musica pesada, sim. Mais ainda bem que não ficam só nisso. Em "And Justice For All" foram mais alem dando um toque a mais de progressivo em sua musica.

Atingiram o mega estrelato, com um album mais direto e um tanto que pop, para seus discos anteriores, este disco é o mega platinado disco hononimo mais conhecido pela lacuna de "Black Album" . Notaram a evolução de seu primeiro disco tipicamente thrash, a um album com uma pegada mais acessível que se tornou uma coletânea de hits, que é o black. 

Seus dois próximos discos,"Load" e "Reload" se descaraterizaram de vez daquele passado de uma banda de thrash metal, fazendo um som um tanto que alternativo porem de muita qualidade. Sendo isso que admiro no Metallica saber se reinventar sempre e nunca perder a qualidade. Até mesmo o massacrado "St.Anger" que tem uma veia um tanto de new metal é um dos melhores discos deste gênero. 

Com seu até então novo disco de inéditas"Death Magnetic", eles voltam a pegada de outrora provando que nunca perderam a mão para o quesito musica pesada, mais tinham a necessidade de experimentar novos horizontes musicais. Pois é disto que fez do Metallica uma banda tão longínqua, não ter medo de se reinventar, ou perder os fans, até por que quem é realmente fan sabe apreciar as novidades de seus ídolos. 


 Lou Reed & Metallica - Lulu 2011

Já citada a trajetória musical/evolutiva, vamos ao disco de então destaque, seu novo album que conta com a parceria de um dinossauro do rock que atende pelo nome de Lou Reed. Se Lou é o letrista mais subestimado da historia da musica contemporânea, isso não vem ao caso, mais que ele é um grande letrista  isso sim ele é. 

As letras deste novo disco foram todas compostas por Lou Reed, e a parte instrumental pelo Metallica e  Lou, o disco todo traz uma sonoridade densa e obscura porem pesada, uma verdadeira opera-rock black sabbathiana, pois a sonoridade de Lulu alembra muito os primeiros discos do black sabbath. 

O play abre com a musica Brandenburg Gate, com uma bela introdução de violões de aço batidos, que da um tom de Bob Dylan, por ter uma pegada folk. A voz de Lou Reed entra em seguida, recitando a letra, assim entrar a parte pesada com e voz de James cantando a parte que da o nome da musica, Brandenburg Gate, cujo é o portão da cidade de Berlim. Enquanto isto Lou recita a letra. 

O mais legal deste disco é exatamente isto, Lou Reed não canta e sim recita a letra como poesia, se tratando que Lulu é um disco de musicas longas e por isso duplo, para os ouvidos nenos apurados se torna cansativo, mais se vc se deixar adentrar a viagem, nem percebera as longas durações das musicas, é só uma questão de saber ouvir. 

O disco prossegue com The View, primeiro single do disco, cujo a atmosfera é mesma musica densa e pesada, sem muitas alternâncias dos riffs porem bons riffs e vocais sendo divididos pelos dois. O disco prossegue com Pumping Blood, com uma camada de violinos e o bumbo de Lars marcando o tempo, até que entre os riffs e o massacre aos pratos da bateria, Mistress Dread é a musica mais rápida de todo o disco com bumbos duplos comendo solto e riffs cortantes. Iced Honey é uma musica curta de um tom de alternativo, alá  "The Velvet Underground" banda na qual Lou Reed ficou conhecido, e esta musica é a primeira em que Reed parece realmente cantar.

A primeira parte do disco (Lulu é um cd duplo) fecha com a musica Cheat On Me. 11 minutos de viagem, que acelera la pelos 9, fechando este primeiro cd que é um tanto mais pesado que o próximo. 


O segundo disco tem uma sonoridade um pouco mais leve porem obscura, a primeira musica é Frustration, e nela mostra o porque Lars Ulrich é meu baterista preferido, a musica seque com Lou recintando a letra, enquanto lars segura o tempo fazendo um pequeno solo, bem encaixado cheio de feeling, mostrando sua monstruosa pegada. 

Em seguida deparamos com Little Dog, que exalta mais ainda a definição de Lulu ser um opera rock. Esta musica é um tanto que melancólica e segue com um belo riff de violão, Lou recita a letra, Kirk coloca uma camada de slide de sua guitarra a musica. 

Esta segunda parte de Lulu é mais leve porem mais teatral e progressiva, pois Dragon é uma musica longa e seque com uma mudança de andamento que vai da melancolia do inicio fúria no final voltando a calmaria e Lars contando o tempo em seu chimbal. 

O disco fecha com a musica Junior Dad, a mais longa do disco 19 minutos reflexão. Ela é bem calma e relaxante com sua atmosfera meio Pink Floyd, nada melhor para se terminar um disco de denso e genial que Lulu é. Não posso deixar de ressaltar que ao escutar esta ultima musica, vc sente com a sensação de dever comprido. Lulu te prende do inicio ao fim e com esta ultima musica encera esta historia. Mais opera-rock que isso impossível...   

Créditos:
Lou Reed – guitarra, vocal
James Hetfield – guitarra, vocal
Robert Trujillo – Baixo
Kirk Hammett – guitarra
Lars Ulrich – bateria

Cd 1
01- Brandenburg Gate – 4:19      
02- The View – 5:17
03- Pumping Blood – 7:24
04- Mistress Dread – 6:52
05- Iced Honey– 4:36
06- Cheat on Me – 11:26

Cd 2 
01- Frustration – 8:33
02- Little Dog – 8:01
03- Dragon – 11:08
04- Junior Dad – 19:28









Um comentário: